Informações

Perguntas Frequentes

O melhor programa será aquele que maximizará os objetivos de cada estudante no curto, médio e longo prazo tendo em consideração as restrições do orçamento familiar para este projeto. A missão da Yourway é conhecer em profundidade cada estudante e as suas famílias de modo a que, atempadamente, possam ser estudadas todas as soluções e desenhado aquele programa que melhor possa corresponder aos desejos e expetativas.

Os Programas Clássicos, comummente designados de "intercâmbio" tem subjacente os objetivos de desenvolvimento e crescimento pessoal, experiência cultural e aprendizagem de línguas. Estes Programas permitem um numero limitado de escolhas, tais como o país, região ou cidade e desenvolvem-se em contexto de estudo no sistema de ensino público de um país estrangeiro. Os estudantes residem com famílias anfitriãs, muitas delas voluntárias que, não recebendo qualquer compensação monetária, se candidatam - sendo escrutinadas e aprovadas - a receber em suas casas um estudante estrangeiro partilhando, desta forma, a cultura e as tradições do seu país. Sendo um programa de matriz cultural e linguística não tem subjacente a excelência académica.

Os Programas Premium, são desenhados à medida de cada projeto individual. Não sendo tipificados podem revestir qualquer natureza, desde a experiência cultural até à excelência académica com progressão para o ensino superior do país designado ou outros em contexto internacional. 

 

Sim. As equivalências estrangeiras, reconhecimento de habilitações, estudos e diplomas de sistemas educativos estrangeiros encontram-se reguladas na legislação que poderá ser consultada no sítio da internet da Direção-Geral da Educação: https://www.dge.mec.pt/equivalencias-estrangeiras

Como poderá ser inferido na leitura atenta da legislação os diversos países exibem diversos graus de compatibilidade com o sistema de ensino de ensino português, sendo, por conseguinte, mais fácil de obter reconhecimento de equivalências estudando nos países com sistemas de ensino mais compatíveis com o sistema de ensino português.

Primeiramente o Programa que escolheres terá de permitir a conclusão academicamente reconhecida do ano letivo no país de destino. Posteriormente poderás solicitar o reconhecimento destas habilitações escolares nos termos legais que poderás consultar no sítio da internet da Direção-Geral da Educação: https://www.dge.mec.pt/equivalencias-estrangeiras

A Yourway desenhará o melhor programa de modo a serem maximizadas as probabilidades de obtenção de equivalências estrangeiras, envolvendo a escola de origem em Portugal, a escola de destino no estrangeiro e a escola de regresso a Portugal (escola onde será apresentado o Requerimento de concessão de equivalências estrangeiras).

A Yourway providenciará no final do Programa os documentos requeridos e certificados nos termos legais.

Sim. A Yourway tem Programas de 2,5 e 5 meses na Nova Zelândia e na Austrália que, com início em Julho e aproveitando as férias de verão em Portugal permitem, permitem a inscrição no ano letivo iniciado em Setembro em Portugal.

Para poderes retomar o ano letivo em Portugal, a tua escola deverá ser devidamente informada e o processo devidamente instruído para que possas fazer a tua matrícula até 31 de Dezembro. Podes consultar a legislação aplicável no sítio da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares em https://www.dgeste.mec.pt/index.php/matriculas/

Preços

Programas Clássicos: os nossos preços são apresentados no início das páginas específicas de cada programa-país segundo o critério de transparência e compreensibilidade. Alguns programas permitem a personalização sendo o valor da opção acrescentado ao valor do programa base. No final da página de cada programa-país estão especificados todos os elementos constituintes do preço. 

Programas Premium: os preços serão estabelecidos em função de cada personalização de programa sendo este feito à medida e, por conseguinte, objeto de uma oferta individualizada. Para Escolas Privadas com Campus e Residência os preços serão estabelecidos para cada estudante em específico sendo estes em função da proficiência linguística, excelência académica, artística ou desportiva do candidato e do seu estatuto socioeconómico que poderá ser elegível para apoio financeiro comummente designado de "bolsa de estudo".

Requisitos para estudar no estrangeiro

Idade: Dependendo do país de destino variam com os Programas. Em geral, entre os 14 e os 18,5 (à altura da data de regresso) serão admitidos. Candidatos com idade fora deste intervalo deverão contactar os nossos escritórios, sendo que iremos fazer o melhor para providenciarmos opções alternativas.

Competências linguísticas: pelo menos histórico de dois anos de aprendizagem da língua do país de destino será um requisito obrigatório para alguns programas. Esta não é pré-condição para países como Argentina, Holanda, Suécia, Noruega, Finlândia ou Dinamarca, sendo apenas necessárias competências na língua inglesa. Um nível elevado de proficiência linguística será necessário para o ingresso em Escolas com Campus e Residência, que envolvem ativamente os estudantes na aprendizagem de excelência.

Classificações Académicas: os candidatos devem demonstrar ter obtido classificações escolares satisfatórias nos dois últimos anos.

Ambição e determinação: são fatores essenciais para o sucesso do Programa, bem como o grau de curiosidade e abertura a novas culturas e contextos.

Escolher Clássico ou Premium?

No Programa Clássico, também denominado “Programa de Intercâmbio” irás viver com uma família de acolhimento (estadia em casa) e frequentar uma escola pública. Com esta escolha podes conhecer o país e aprender a língua também através da vida familiar e costumes locais. A essência deste Programa é a aprendizagem da língua num contexto de relacionamento transversal e sociocultural. Recomendamos este Programa para aqueles jovens que que estão abertos ao mundo, que se adaptam com facilidade a novos contextos e circunstâncias, e que desejam imergir na cultura e familiarizar-se com as tradições locais do país de acolhimento também através do contacto e relacionamento pessoal.

Os Programas Premium possibilitam a escolha entre Escolas Públicas, Privadas e tipologias de Alojamento que poderá ser em casa de família de acolhimento ou em Escola/Campus com Residência onde estudantes vivem em dormitórios com outros jovens nacionais e de diversos outros países. A principal característica deste Programa, para além da aprendizagem da língua, é a elevada qualidade das escolas e dos currículos académicos, e de enriquecimento científico, artístico e desportivo. Recomendamos este Programa para aqueles que desejam frequentar currículos e cursos específicos em ciências, artes ou desportos; obter a graduação de ensino secundário no país de eleição e/ou obter a certificação Diploma IB (International Baccalaureate) e prosseguir o ensino superior no estrangeiro ou regressar, após o Programa, ao sistema de ensino nacional com reconhecimento e validação académica na máxima extensão possível.

Pais e Encarregados de Educação

Sim. Nos Programas Premium as escolas privadas podem conceder bolsas de estudo e apoios financeiros aqueles estudantes de excelência pessoal, académica, artística ou desportiva cujas famílias não exibam capacidade financeira para suportar o pagamento integral das propinas. 

Nos Programas Clássicos, no contexto de escolas públicas, o conceito de bolsa se estudo não se coloca.

A Yourway tem princípios de comunicação estabelecidos com diversas instituições financeiras para estudo de capacidade de crédito de cada família em específico. Assim, a Yourway poderá ajudar aquelas famílias cujo investimento em programas de ensino secundário no estrangeiro seja passível de ser aprovado no âmbito da análise de um empréstimo bancário comum.

Infelizmente, as linhas específicas para financiamento de estudos no estrangeiro disponibilizadas por diversas instituições financeiras, nomeadamente no sistema de garantia mútua, apenas se aplicam ao ensino universitário e pós-universitário e não ao ensino secundário.

A Yourway assume também como desígnio e responsabilidade social a extensão aos programas de ensino secundário no estrangeiro das condições especiais e mais favoráveis de financiamento de estudos de ensino universitário e pós-universitário.